Surama Ateliê
O Surama Ateliê é um espaço de desenvolvimento de objetos artísticos e decorativos com uso de materiais reciclados.
O Surama Ateliê é um espaço de desenvolvimento de objetos artísticos e decorativos com uso de materiais reciclados. Esses objetos são feitos a partir de descartes de plásticos e madeiras que ganham uma releitura pelas mãos da artista. As primeiras peças criadas abriram caminho para uma infinidade de possibilidades. Hoje, o ateliê desenvolve peças utilizando essa nova técnica de mosaico, assim como o uso de barbantes e restos de tecidos para peças produzidas artesanalmente para utensílios de decoração e utilitários.
Ler mais »

Categorias da Loja

Dono da loja

Surama Caggiano São Paulo, SP
Surama Caggiano São Paulo, SP Surama Caggiano é artista plástica e mosaicista há 10 anos, iniciou seus projetos com a criação da técnica do mosaico reciclado, que substitui as pastilhas do mosaico tradicional por CDs inutilizados, jornais, revistas e materiais diversos. Em 2008 buscando conhecimentos sobre a origem da sua afrodescendencia por seu lado materno, forma-se no curso de história e arte africana no CCA (Centro de Cultura Africana) em São Paulo. Em 2010 realiza sua primeira exposição “Mulheres Africanas” no Tu Mercado de Arte/SP onde cria a união das artes plásticas com o mosaico na criação de esculturas em tamanho natural que representam a beleza, força e coragem das mulheres de 15 países do Continente Africano, retratando e afirmando a identidade da origem da mulher afro-brasileira. Em novembro de 2010 expõe novamente “Mulheres Africanas” em Salvador na Bahia que abre o calendário Novembro Negro á convite da secretaria da SEPROMI e atual Ministra da SEPPIR Luiza Bairros. Em 2011 é convidada mais uma vez a expor “Mulheres Africanas” no espaço Recicla Mundo em São Paulo. Á convite da direção do Centro Cultural da Oca em Carapicuíba/SP cria a oficina de arte sobre estamparias africanas com crianças e adolescentes da comunidade, destacando os símbolos do Adinkra e histórias sobre o Continente africano colocando em prática a lei 10.639. Em julho de 2011 inicia suas atividades na área de docente no Quilombo de Brotas em Itatiba/SP onde nasce à Oficina de Mulheres de Brotas da qual é desenvolvido conceitos da cultura do Continente Africano e obras produzidas com a técnica do mosaico reciclado pelas mulheres e adolescentes da comunidade.